YayBlogger.com
BLOGGER TEMPLATES

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Me lembro de que, muito pequenina, fui ao cinema no Baiano de Tênis assistir "Diários de Motocicleta" e lá, na parte que as pessoas sentavam pra conversar e tomar café, tinha escrito em alguma parte da parede vemelha: "É mais fácil quando se ama". Essa frase nunca saiu da minha cabeça. Em diversos momentos ela vinha e passeava por mim, mas hoje vindo pra casa, ouvindo uma música em especial, acho que consegui, em parte, compreendê-la.
Acho que hoje não consigo entender nada sem amar. Não consigo me imaginar enfrentando as minhas fraquezas sem o amor que tenho pelo fato de estar aqui, de ser eu, com a possibilidade de poder aprender e crescer, crescer, crescer... Tudo é permeado pelo amor, meu deus! Tudo

7 comentários:

Sabor y Cultura de Brasil por Andrea Gabriel disse...

Oi Isadora tb ía ao cinema do baiano que agora virou Perini!

Triste Bahia!

Excelente blog!

Um abraño!

Vivian disse...

...tudo fica lindo quando
visto pelo lado do amor!


até fazer um blog...rsrs

bj, moça!

korovha disse...

ele faz com que a gente tenha um sabor mais gostoso!

kassyane lopes :p disse...

A vida em alguns momentos pode não parecer fazer sentido, daí lembramos de coisas que nos fazem felizes, coisas essas que são consideradas boas como nossas lembranças.
Me ajude a divulgar o blog coisas boas da vida, sou nova nesse ramo, porem já estou te seguindo me siga também:
http://coisasboasdavida-kahlopes.blogspot.com/
obrigada desde já.

RuŧЋ łєαł disse...

Olá Isadora... gostei demais do seu blog, seus textos são lindos. De fato de nada nos valeria se não fosse o real amor.

Meu blog: www.reflitapenas.blogspot.com

Twitter: @reflitapenas

Entre e fique a vontade;*

Diario de uma mae solteira disse...

São as pequenas lembranças que nos tocam e nos ficam. E essa é verdadeira!

Luís Gustavo Brito Dias disse...

- eu tinha de chegar aqui e ler isso.
sabe, também acredito que o amor está em todos os lugares.
muito me alegra quando as pessoas conseguem enxergá-lo, até mesmo no trinar dos ventos.

grande abraço, Isadora.
quando possível, volte com a Estrada do Sol.